Comunicado da Direcção: a Assembleia Geral Extraordinária da AF Lisboa

bandeira_1920x900

Está marcada, para o dia 29 de Junho de 2020, uma Assembleia Geral Extraordinária da Associação de Futebol de Lisboa (AFL), que inclui na ordem de trabalhos:

Ponto 2 – Análise, discussão e deliberação das Propostas de Alteração aos Regulamentos das Provas Oficiais de Futebol e de Futsal.

A AFL prepara nova alteração do modelo competitivo da sua principal prova (I Divisão Distrital), entre duas opções entretanto já definidas:

a) um campeonato partido em 2 séries de 10 equipas e em 2 fases (subida e manutenção), com final em Maio 2021;

b) um campeonato de 20 equipas com 38 jornadas, a terminar no final de Junho 2021.

Qualquer das soluções apresentadas é prejudicial para os clubes, descaracteriza a prova e significará um retrocesso no modelo competitivo. Em 2022/2023 a competição voltará ao modelo que comportará novamente 16 clubes. O pior chegará na próxima época, quando os clubes da I Divisão Distrital tiverem de ser despromovidos em massa, tal como na época seguinte.

O Clube Futebol Benfica discorda das alterações propostas – tal como não concordou na época passada – conforme teve ocasião de expressar, evidenciando os efeitos nefastos com a alteração do Quadro Competitivo.

Seria fundamental ouvir os clubes antes de quaisquer alterações. Não tendo sido auscultado neste processo e, sendo estas alterações prejudiciais ao futebol regional, o Clube Futebol Benfica considera não fazer sentido participar numa Assembleia onde a decisão já está tomada. Qualquer dos modelos propostos é lesivo, em termos económicos, do interesse de todos os clubes, e em nada dignificam a competição mais importante e mediática da Associação de Futebol de Lisboa.

Ao contrário do que vem sendo habitual, há décadas de anos, estaremos ausentes. pois não pretendemos participar numa decisão que em nada prestigia o futebol de Lisboa.

A Direcção

Lisboa, 20 de Junho de 2020.